Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Evento’

Toplessaço – 21/12/13

Mulheres e homens se uniram em Ipanema, nesse sábado, na luta por direito a fazer topless na praia.

Imprensa, curiosos e participantes do evento na Praia de Ipanema

Imprensa, curiosos e participantes do evento na Praia de Ipanema

O evento, intitulado toplessaço, foi divulgado através do Facebook com adesão maciça: mais de 8000 confirmaram presença na pagina do evento. Como tudo hoje na era virtual, na prática a adesão não foi proporcional à confirmação.

Mais do que fazer topless, o evento preza para maior liberdade na naturalização dos corpos, pelo fim da repressão policial e por uma cidade livre da visão machista.

Mulheres e homens pintados

Mulheres e homens pintados

Corpos pintados: protestos!

Corpos pintados: protestos!

Além da impressa, muitos curiosos e alguns com atitudes machistas intimidaram o movimento, tanto que a certa altura, bem precoce ao término do evento, poucas pessoas mantinham a naturalidade em fazer seu topless sem preconceito.

Após Leila Diniz (1945 – 1972) iniciar a prática do topless nos anos 60/70, o ato – natural nas praias européias – não vingou em terras, digo, areias brasileiras.

Algumas admiravam as lentes...

Algumas admiravam as lentes…

Curtindo o evento com naturalidade

Curtindo o evento com naturalidade

Policiamento móvel de final de semana comum.

Policiamento móvel de final de semana comum.

Aos poucos durante a tarde, uma ou outra banhista que participou em apoio ao movimento, colocou novamente a parte de cima como forma de minimizar os bolinhos de curiosos e assédios inconvenientes.

  • Opinião de quem aderiu:

Ana Luísa Fonseca relata sua participação do evento: “Fui porque acho importante mostrar não só para as pessoas dos sexo masculino, mas para a sociedade o quanto nos prendemos a coisas pequenas. Todos os dias, milhares de mulheres são agredidas física e verbalmente por conta da ignorância de muitos. É preciso ser tolerante e enxergar situações (topless, decote, roupas curtas) como atos naturais, comum a tod@s nós! Crianças acompanhadas de seus pais mães permaneceram ao lado de nós, mulheres que manifestávamos, e até pediram para tirar fotos. Um par de seios nus, vai tirar a inocência ou irá agredir a quem quer que seja.”

Sara Winter, ex-integrante do FEMEN, veio prestigiar. Grata surpresa poder conhecer pessoalmente ela e o marido.

Descontração e novas amizades

Descontração e novas amizades

Fotógrafos em ação.

Fotógrafos em ação.

  • Opinião do bloguista e fotógrafo:

A baixa adesão, desproporcional às redes sociais, não tira o valor e repercussão do evento.

Mostra sim que mesmo com milhares de favoráveis à liberdade de expressão do topless, a sociedade e seus tabus têm um peso ainda muito alto, intimidando participações públicas.

O tabu é algo que fixa na cabeça das pessoas, vejo isso até em quem está voltado para a liberdade de expressão. Algumas participantes não se sentiam a vontade diante das câmeras. Eu, como sou educado, deixei de registrar cerca de 50% ou mais do evento, mas as mesmas que recusaram ou questionaram lentes apontadas estão em diversos meios de comunicação. Algo que deveria ser natural e positivo visto a divulgação do evento e a própria finalidade do ato, pois o intuito não seria que os seios sejam visto com naturalidade, como qualquer outra parte do corpo? Que sejam retratados, filmados e admirados como admiramos um fio de cabelo, uma barriga ou qualquer parte do corpo. De preferência sem parâmetros de comparação ou biotipo de mídia, porque o corpo humano deve ser visto com o respeito e valor independente de padrão de beleza previamente moldado pela sociedade. Tudo bem que o assédio e o calor da situação tiraram toda a naturalidade do ato, o clima fica realmente tenso nessas horas.

Isso não é um convite! Direito a todas independente de idade, perfil.

Isso não é um convite! Direito a todas independente de idade, perfil.

Proibido por lei. A busca pela legalização do Topless

Proibido por lei. A busca pela legalização do Topless

Mulheres e maridos unidos pela legalização do Topless.

Mulheres e maridos unidos pela legalização do Topless.

A grande maioria dos meios de comunicação está escrevendo da grande quantidade de pessoas fotografando em comparação ao pequeno número de adesões. A imagem é fundamental: Este ano, certo jornal Francês rodou uma edição completamente sem fotografias: uma crítica para mostrar a importância da comunicação visual e sua valorização na mídia.

Achei o máximo o evento, apoio incondicionalmente! Mas vou confessar que de certa forma, em alguns momentos, eu como fotógrafo me senti incomodado, mais precisamente discriminado. Fui para registrar o evento com toda naturalidade do mundo com respeito e foi o que fiz e vejo milhares de pessoas pichando: “eram como animais com câmeras apontadas”. Eu não cheguei no horário mais tenso, e claro que a cada momento de oportunidades, cliques e mais cliques seriam disparados. Isso seria natural, muitos estavam realizando seu trabalho, me espanto com a surpresa. O que realmente existe e vi, alguns poucos, sem noção que soltavam piadinhas e cantadas ao vento. Mas no geral a grande maioria respeitando os espaços. Agora, registro, de um evento marcante, com seios de fora ou não, seria o mínimo esperado. Imagine se das 8 mil pessoas, 500 ou somente 100 estivessem lá, ativamente participando? Seria aí normal o número de fotógrafos?

Entrevistas!

Entrevistas!

Luz, câmera, ação!?

Luz, câmera, ação!?

Lembrei de uma impressão que tive quando fui fotografar um Fashion Rio: Mesmo com grande volume de pessoas, modelos, etc… a grande maioria dos profissionais eram dos meios de comunicação.

Fica uma controvérsia: mostrar os peitos não é o problema e sim mostrar a cara. Infelizmente, em pleno século 21, a sociedade brasileira continua machista, feminista ou a discriminar o corpo com pudor excessivo. Quero enfatizar que eu admiro essas mulheres, mesmo com todo temor que não deveriam demonstrar neste momento, pois é contradição fazer o topless e não se sentir orgulhosa com seu corpo, a ponto de deixar o tabu ou o que for interferir.

Fotógrafos e participantes avesso às fotos.

Fotógrafos e participantes avessos às fotos.

Ambulantes, famílias, conviver em harmonia.

Ambulantes, famílias, harmonia.

Não liguem para as críticas, pois criticar é inerente ao ser humano, principalmente quem não faz nada para mudar ou melhorar o mundo. Coloquei todos os fatos jornalísticos deste evento, tantos os positivos e negativos. Reparo que a mídia jornalística só enfatiza os fatos negativos, como o maior defeito do mundo: apontar defeitos e criticar negativamente. Olhei minhas fotos ao estar finalizando o post, e o que vejo são momentos de alegria, descontração, liberdade, harmonia.

Em resumo: desculpe se fui enjoado nos comentários, amei o evento! Friso novamente:

  • Coisas que me incomodaram:

– homens, maioria pivetes mexendo com quem aderiu;

– Imprensa taxando fracasso do evento devido pouca adesão na areia;

– Comentários colocando os fotógrafos como lobos, animais babando por uma foto (fotógrafos são “animais” que lutam por fotos até de político);

– Gente que aderiu e não queria ser fotografada (deixei de mostrar imagens belas e naturais para somar com a causa).

  • Coisas que achei o máximo:

– Homens que apoiaram pintando o corpo ou usando biquíni.

– Não importa a quantidade, as pessoas que compareceram representam o desejo de uma grande massa.

– Quem não se importava em ser fotografada.

– A grande maioria da praia estava curtindo naturalmente.

A luta não foi e não deve ser em vão. Tem que ser contínua, só assim podemos colher os frutos de uma sociedade mais justa e com liberdade de expressão e cultura.

Meu corpo meus direitos/ Macho Feminista

Meu corpo meus direitos/ Macho Feminista

Que venham os próximos Toplessaços, até um dia ser natural e comum ver “mulheres de peito” em comunhão com a natureza, como nós homens, seus amigos e famílias: sem tabu com o próprio corpo.

– Lauro Andrade é especialista em nu artístico e fotografias 360º
add Facebook: lau.andrade@hotmail.com (identifique-se)
Anúncios

Read Full Post »

Fui neste final de semana conferir de perto a Hot Fair – o maior evento erótica da America Latina. Uma feira erótica, não pornográfica, que aconteceu de 20 a 25 de novembro de 2012 no pavilhão 2 do Riocentro, Rio de Janeiro.Imagem

Realmente o que se vê na feira é um ambiente tranqüilo, com muitos casais e pessoas em busca de novidades em produtos para apimentar a vida sexual para todos os gostos. Afinal sexo é vida!Imagem

Logo na entrada, para uma feira que pode pegar fogo, o Stand da Sensuale, precavido colocou um casal de bombeiros no sábado. Uma bela fantasia que atraiu o publico: Era fila para fotografar entre eles!

Humorados acessórios e locais que atraiam o público a fotografar… como este puf pênis:

Imagem

A feira contava além dos stands com atrações para a diversão e entretenimento dos visitantes, um palco principal com programação definida previamente no site Hotfair.com, um palco boate para shows, touro mecânico, digo: Penis Mecânico, e atrações reservadas bem mais picantes, que o fotógrafo aqui não foi conferir, por não poder fotografar e não ficaria bem para um homem casado, nota: o que mais ouvi é: “Por favor, não me fotografe, pois sou casada!”. ImagemImagem

Shows com grupos e cantores, animaram a Boate Hot Fair.  Destaque para o vozeirão da Juliana Farina, Grupo 100%ImagemImagem

A feira contou com a equipe da FM o Dia que brilhantemente animaram com atrações hilárias e picantes ao evento.  ImagemImagem

 

Bem, pessoal a muito estava afastado do blog, peço aqui minhas desculpas e espero que tenham gostado do retorno, bem hot para minimizar minha falta. Fiquem a vontade em comentar e venham acompanhar e seguir meus trabalhos fotográficos nas redes sociais.

Ahhh, e não podia deixar de postar famosos: Suzi Brasil e Amin Khader, a Rainha da Bateria da minha Grande Rio, Carla PrataImagemImagem   

Está faltando muito mais… mas depois avalio se faço mais um post. tem ainda alguns stands que deixaram fotografar, e mais belas fotos de gente bonita que fico devendo.

Sexo é vida, mas tenham responsabilidade! Faça sexo seguro… na feira as meninas do Canal Hot Sexy estavam distribuindo camisinhas…

ImagemImagem

 

Read Full Post »

Entre os dias 26 e 28 de maio estive na cidade de São Paulo para conferir o congresso Wedding Brasil. O tempo voou e já bate uma grande saudade de estar antenado ao redor de grandes profissionais da fotografia e suas informações preciosas.

Ao todo, assim como eu, cerca de 1500 fotógrafos estavam unidos em prol da arte de registrar momentos únicos do evento mais marcante da vida de um casal: o casamento. Nada mais apaixonante do que registrar paixões.

O Wedding Brasil é simplesmente o maior congresso da América latina de fotografias de casamento, isso é inegável.

1º dia 26/04: Fábio Laub, Joel e Isa Reichert, Evandro Rocha, J. Roberto Cômodo.

Fábio Laub: briefing com os “noivos”

Joel e Isa: Como colocar as alianças sem atrapalhar o fotógrafo

Evandro Rocha fotografando os noivos

O hilário e polêmico J. R. Cômodo. Perfeito!

E assim terminou o 1º dia do Wedding Brasil.

Além de grandes profissionais de peso nacional, o evento contou com palestrantes dos EUA e México, inclusive na platéia vários fotógrafos da América Latina vieram ficar antenados com mais essa overdose apaixonante de informações.

2º dia 27/04: Jared Wind Müller, Daniel Torraca, Fer Juaristi (MEX), Riccis Valladares (EUA), Jose Victor Stefanik (EUA)

Jared atento as perguntas da plateia.

Daniel torraca – vídeos com DSLR

Fotografando com arte, inspiração do Mexicano Fer Juaristi

Riccs Valladares importância da confiança nas fotos do making off

Jose V Stefanik em ação – flash remoto

3º dia 28/04: David Beckstead (EUA), Ed Atrero (EUA), Ale Carnieri, Vinícius Matos.

Loves in the air - Alê - base familiar

Dança com Noivos

Vinícius Matos aponta os caminhos para seu Blog de sucesso. 😉

No mundo globalizado fica a afirmação que em todos os seguimentos ninguém deve ficar parado no tempo, a busca do conhecimento para melhoras na qualidade deve ser constante, não importa seu nível profissional, desde um iniciante ou um professor, sempre existe algo novo para busca da excelência. #ficaadica 😉

Mais imagens do Wendding Brasil 2011…

Conectados 24h. *-*

A criatividade pode estar aos seus pés. 😉

Descontração!

...Wedding Brasil ~> chuva de informações...

...Luz, emoções de lavar a alma de paixão!

Isso foi um pouco das emoções de uma paixão! Wendding Brasil fotografias! Apaixone-se também 😉

Read Full Post »